Embrapa Rondônia
Sistemas de Produção, 3
ISSN 1807-1805 Versão Eletrônica
Dez./2005
Cultivo do Abacaxi em Rondônia
Autores

Inicio 

 

Apresentação
Aspectos Climáticos
Aspectos Edáficos
Clima

Solos
Cultivares
Produção de Mudas
Plantio
Espaçamento                

Adubação   

Consorciação

Floração 

Pragas e Doenças

Irrigação

Colheita e pós-colheita

Manejo da Soca

Comercialização

Referências

Expediente

Adubação

A adubação deve ser realizada de acordo com a análise do solo (Tabela 2). Entretanto, para solos com baixa fertilidade, recomenda-se ainda a aplicação de 10 t/ha de esterco de gado curtido no sulco de plantio. Os adubos devem ser aplicados no solo (junto às plantas) ou nas axilas das folhas basais. Evitar que o adubo caia no olho da planta. Em solos pobres recomenda-se ainda aplicar na 1ª adubação 3 kg de sulfato de cobre, 3 kg de sulfato de zinco, e 5 kg de sulfato de ferro, repetir a mesma quantidade na 2ª adubação, aplicar na 3ª adubação 4 kg de bórax.

Tabela 3. Recomendação de adubação de cobertura do abacaxizeiro, com base no resultado da análise do solo

Nutriente

Tempo após o plantio

1º ao 2º mês

5º ao 6º mês

8º ao 9º mês

N (kg/ha)

Nitrogênio

80

110

130

P2O5 (kg/ha)

Fósforo no solo (mehlich) mg P/dm³

     

Até 5

80

   

6 a 10

60

   

11 a 15

40

   

K2O (kg/ha)

Potássio no solo (Mehlich) mg K/dm³

     

Até 30

120

160

200

31-60

80

110

130

61-90

60

80

100

 

 

 

Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610