Embrapa Rondônia
Sistemas de Produção, 3
ISSN 1807-1805 Versão Eletrônica
Dez./2005
Cultivo do Abacaxi em Rondônia
Autores

Inicio 

 

Apresentação
Aspectos Climáticos
Aspectos Edáficos
Clima

Solos
Cultivares
Produção de Mudas
Plantio
Espaçamento                

Adubação   

Consorciação

Floração 

Pragas e Doenças

Irrigação

Colheita e pós-colheita

Manejo da Soca

Comercialização

Referências

Expediente

Apresentação
Importância do Produto

Originário do Brasil, o abacaxizeiro (Ananas comosus L. Merril) é uma planta de clima tropical, monocotiledônea, herbácea e perene da família Bromeliácea, com caule (talo) curto e grosso, ao redor do qual crescem folhas estreitas, compridas e resistentes, quase sempre margeadas por espinhos e dispostas em rosetas. A planta adulta, das variedades comerciais, tem de 1 a 1,20m de altura e 1 a 1,5m de diâmetro. No caule insere-se o pedúnculo que sustenta a inflorescência e depois o fruto. Cada planta produz um único fruto saboroso e de aroma intenso. O fruto é utilizado tanto para o consumo in natura quanto na industrialização, em diferentes formas: pedaços em calda, suco, pedaços cristalizados, geléias, licor, vinho, vinagre e aguardente. Como subproduto desse processo industrial pode-se obter ainda: álcool, ácidos cítrico, málico e ascórbico; rações para animais e a bromelina. A bromelina é uma substância de alto valor medicinal, trata-se de uma enzima muito utilizada como digestivo e anti-inflamatório. Na culinária, o suco de abacaxi é utilizado para o amaciamento de carnes. Além disso, os frutos do abacaxi são ótimas fontes de cálcio, vitaminas A, B e C.

O Brasil, segundo dados da FAO, em 2001 foi o terceiro maior produtor de abacaxi do mundo (atras da Tailândia e Filipinas). De acordo com o IBGE, a produção nacional neste ano foi de 1,43 bilhões de frutos em 62.597 hectares, o que correspondeu a cerca de 690 milhões de reais em receitas. Os Estados de Minas Gerais, Paraíba e Pará foram os maiores produtores nacionais. Em Rondônia, no mesmo ano, a área plantada no Estado foi de 245 ha, com uma produtividade de 18.686 frutos/ha e uma produção de 4.578.000 frutos. As principais regiões produtoras são: Pimenta Bueno, Porto Velho, Rio Crespo e Alto Paraíso, respectivamente (Tabela 1).

Tabela 1. Área plantada, produção e receita da cultura do abacaxi, no Brasil, em Rondônia e nos principais municípios do Estado no ano de 2001.

Localidade

Área

(ha)

Produção

(1.000 frutos)

Produtividade

(frutos/ha)

Receita

(R$)

Brasil

62.597

1.430.018

22.845

690.356.000,00

Rondônia

245

4.578

18.686

2.288.000,00

Pimenta Bueno

78

1.950

25.000

975.000,00

Porto Velho

45

1.109

24.644

555.000,00

Rio Crespo

25

300

12.000

149.000,00

Alto Paraíso

20

300

15.000

149.000,00

Fonte: IBGE (2001).

 

Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610