Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical
Sistema de Produção, 15 - 2ª edição
ISSN 1678-8796 Versão eletrônica
Nov/2007

Produção Integrada de Citros - BA

Claudio Luiz Leone Azevêdo

Sumário

Apresentação
Importância econômica
Clima
Solos
Adubação
Variedades
Mudas e sementes
Plantio
Irrigação
Tratos culturais
Plantas daninhas
Doenças
Pragas
Uso de agrotóxicos
Colheita e pós-colheita

Processamento
Mercado e comercialização
Referências
Glossário


Expediente

Variedades

Porta-enxertos e Variedades para Copa

Como procedimento estabelecido nas Normas Técnicas da Produção Integrada de Frutas – PIF, o produtor deve utilizar no talhão uma única variedade tanto para porta-enxerto como para copa.

Tabela 1 – Principais copas, porta-enxertos e espaçamentos recomendáveis para a cultura dos citros na Bahia e Sergipe.

Copa

Porta-enxerto

Espaçamento (m)

Laranja Lima

Limão Cravo

6 x 4

Baianinha, Salustiana, Pineapple,

Parson Brown, Midsweet, Jaffa,

Sunstar, Gardner, Kona, Biondo,

Torregrosa

Limões Cravo, Volkameriano e

Rugoso da Flórida, citrumelo Swingle

 

 

6 x 4.

Pêra

Cravo, Rugoso e tangerina Cleópatra.

6 x 3, 6 x 2.

Natal, Valência Montemorelos e

Tuxpan

Limões Cravo, Volkameriano e Rugoso da Flórida

 

6 x 2, 6 x 4

Tangerinas e híbridos Cravo,

Ponkan, Swatow, Dancy, Murcott,

Lee, Page, Minneola, Robinson

Limão Cravo, tangerinas Cleópatra, Sunki, Oneco e Swatow

6 x 4, 6 x 2.

Lima da Pérsia

Limões Cravo e Volkameriano

7 x 4, 6 x 4

Limão Tahiti

Limões Cravo e Volkameriano, citrumelo Swingle

7 x 4, 6 x 3

Pomelo Flame

Limões Cravo e Volkameriano, cit.

Swingle, citrange Carrizo

7 x 4, 6 x 4

Fonte: Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical
OBS.: São apresentadas várias opções de espaçamentos, considerando-se a existência de solos mais e menos férteis, diversos tipos de manejo dos pomares, possibilidade de irrigação e plantio de culturas intercalares e mesmo o uso de diferentes porta-enxertos.

 

Embrapa. Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610.