Embrapa Clima Temperado
Sistemas de Produção, 4
ISSN 1806-9207 Versão Eletrônica
Nov./2005

Cultivo do Pessegueiro

Autores

Sumário
Início
 
Importância Econômica
Clima
Solos
Adubação e Calagem
Cultivares
Produção e Obtenção de Mudas
Instalação do Pomar
Irrigação
Práticas Culturais
Manejo das Plantas Daninhas
Doenças e Métodos de Controle
Pragas e Métodos de Controle
Nematóides e Métodos de Controle
Normas Gerais Sobre Uso de Agrotóxicos
Colheita e Pós-Colheita
Industrialização do Pêssego em Calda
Coeficientes Técnicos, Custos, Rendimentos e Rentabilidade
Referências
Glossário
Autores
 
Expediente 

 

Apresentação

As pesquisas com a cultura do pessegueiro remontam aos trabalhos iniciados nos anos 50 pela extinta Estação Experimental de Pelotas. Sem dúvida alguma, os resultados obtidos ao longo deste meio século de trabalho têm contribuído decisivamente para a melhoria dos sistemas de produção utilizados por produtores de diversos extratos do sul do Brasil e para manter e até aumentar a competividade da cadeia produtiva da cultura e da indústria de processamento.
Os conhecimentos acumulados sobre a cultura do pessegueiro foram compilados e publicados em 1998 pela Embrapa, no livro "A cultura do pessegueiro".

Com o SISTEMA DE PRODUÇÃO Nº 4 CULTIVO DO PESSEGUEIRO, a Embrapa Clima Temperado visa atender a demanda principalmente de agricultores de base familiar e setores relacionados à produção de pêssego, para que estes possam usufruir de sistemas simplificados sobre as técnicas de produção.

O documento está organizado em 18 capítulos, tratando de importância econômica, clima, solos, adubação e calagem, cultivares, produção e obtenção de mudas, instalação do pomar, irrigação, práticas culturais, manejo de plantas daninhas, doenças, pragas, nematóides, normas gerais sobre o uso de agrotóxicos, colheita e pós-colheita, mercado e comercialização, industrialização do pêssego em calda e, finalmente, apresentando coeficientes técnicos, custos, rendimentos e rentabilidade

Espera-se que as informações apresentadas nesta publicação contribuam ainda mais ao desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva do pêssego, com reflexos positivos na melhoria da qualidade de vida dos produtores e de outros atores relacionados.

 
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610.