Embrapa Embrapa Uva e Vinho
Sistema de Produção, 10
ISSN 1678-8761 Versão Eletrônica
Dez./2005
Sistema de Produção de Uva de Mesa no Norte do Paraná
Autores
Referências

ABI SAAB, O. J. G.; ANTUNIASSI U R. avaliação do depósito de calda em um sistema de aplicação de defensivos utilizado em videiras. Energia na Agricultura. Vol. 12(2):1-11, 1997.

AGROW, 1999. World Crop Protect News, Mrch 26, 1999 and April 16, 1999. In Pesticide Action Network Updates May 8, 1999.

AMORIM, L.; KUNIYUKI, H. Doenças da videira. In: KIMATI, H.; AMORIM, L.; BERGAMIN FILHO, A.; CAMARGO, L.E.A., REZENDE, J.A.M. (eds.) Manual de fitopatologia: doenças das plantas cultivadas. 3.ed. São Paulo: Agronômica Ceres, 1997. v.2. p. 736-757.

ANDEF. Manual de uso correto e seguro de produtos fitossanitários / agrotóxicos. www.andef.com.br/uso_seguro. Consulta em 13 de outubro de 2005..

BOLIANI, A.C.; CORRÊA, L.S. Cultura de uvas de mesa do plantio à comercialização. 2001. 328p.

BOTTON, M.; HICKEL, E. R.; SORIA, S. de J. Pragas. p. 82-107. In: FAJARDO, T. V. M. (Ed.). Uvas para processamento: fitossanidade. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2003. 131 p. (Embrapa. Frutas do Brasil, 35).

CHAIM, A.; PESSOA, M. C. . Y.; FERRACINI V. L. Eficiência de deposição de pulverização em videira, comparando bicos e pulverizadores. Pesticidas: Revista de Ecotoxicologia e Meio Ambiente. Curitiba: v.14, p.39 - 46, 2004.

CHOUDHURY, M.M. Uva de Mesa: pós-colheita. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2001. 55p. (Frutas do Brasil, 12).

CHRISTOFOLETTI, J. C. Considerações sobre deriva na pulverização. Boletim Técnico BT-04/99 - TeeJet South América, 1999. 15p.

CONSOLARO, M.; ALVES, S.B. Estudo da biologia de Heilipodus naevulus Mann., 1836. Ecossistema, v.3, n.3, p.72, 1978.

DAL BÓ, M.A.; CRESTANI, O. Controle de margarodes: tratamento das mudas evita disseminação. Agropecuária Catarinense, Florianópolis, v.1, n.1, p.10-11, 1988.

EMBRAPA MEIO AMBIENTE Como reduzir o uso de agrotóxicos em videira. www.cnpma.embrapa.br. Junho, 2004.

FRIEDRICH, T. Qualidade em tecnologia de aplicação. In: III SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO DE AGROTÓXICOS, 2004, Botucatu. Palestras. 2004. p. 94-109.

GALLO, D.; NAKANO, O.; SILVEIRA NETO, S.; CARVALHO, R. P. L.; BATISTA, G. C.; BERTI FILHO, E.; PARRA, J. R. P.; ZUCCHI, R. A.; ALVES, S. B.; VENDRAMIN, J. D.; MARCHINI, L. C.; LOPES, J. R. S.; OMOTO, C. Entomologia agrícola. Piracicaba: FEALQ, 2002. 920 p.

GALLO, D.; NAKANO, O.; WIENDEL, F.M.; SILVEIRA NETO, S.; CARVALHO, R.P.L; BATISTA, G.C.de; BERTI FILHO, E.; PARA, J.R.P.; ZUCCHI, R.A.; ALVES, S.B.; VENDRAMIN, J.D. Manual de entomologia agrícola. São Paulo: Agronômica Ceres, 1988. 649 p.

GALLOTTI, G.J.M. Causas do declínio da videira. Agropecuária Catarinense, Florianópolis, v.2, n.4, p.19-21, 1989.

GOBBATO, C. Manual do vitivinicultor brasileiro. 4. ed.,1940. v.1.

GONZALEZ, R.H. Manejo de pragas de la vid. Santiago: Universidad de Chile, 1983. 115p.

HAJI, F. N. P.; ALENCAR, J. A. Pragas da videira e alternativas de controle. In: A viticultura no semi-árido brasileiro. Petrolina: Embrapa Semi-Árido, 2000. p. 273-291.

HICKEL, E.R. Pragas da videira e seu controle no Estado de Santa Catarina. Florianópolis: EPAGRI, 1996. 52p. (EPAGRI. Boletim Técnico, 77).

HICKEL, E.R.; SCHUCK, E. Vespas e abelhas atacando uva no Alto Vale do Rio do Peixe. Agropecuária Catarinense, Florianópolis, v.8, n.1, 38-40, 1995.

KOGAN, M.; PÉREZ JONES, A. Herbicidas - Fundamentos fisiológicos y bioquimicos del modo de acción. Ediciones Universidad Católica de Chile, 2003. 331 p.

KUHUN, G.B.; LOVATEL, J.L.; PREZOTTO, O.P.; RIVALDO, O.F. MANDELLI, F.; SÔNEGO, O.R. O cultivo da videira: informações básicas. 2.ed. Bento Gonçalves: EMBRAPA-CNPUV, 1996. 60p. (EMBRAPA-CNPUV. Circular Técnica, 10).

LOURENÇÃO, A.L.; MARTINS, F.P.; NAVIA, D. Insetos e ácaros da videira. p.616-633. In: POMMER, C.V. (ed.). Uva: tecnologia de produção, pós-colheita, mercado. Porto Alegre: Cinco Continentes, 2003. 778p.

MACHADO NETO, J. O. Segurança do trabalho com agrotóxicos - Situação do Cone Sul. Simpósio Internacional de Aplicação de Agroquímicos: Eficiência, Economia e Preservação da Saúde Humana e do Ambiente. 1, Águas de Lindóia, 26 a 29 de março, 1996. Anais. Jaboticabal, 1997. 183 p.

MANUAL DE SEGURANÇA E QUALIDADE PARA A CULTURA DA UVA DE MESA. Brasília, DF: CampoPAS, 2004. 51p. (Série qualidade e segurança dos alimentos).

MATOS, C.S.; SCHUCK, E. Controle de pragas na videira. Agropecuária Catarinense, Florianópolis, v.1, n.2, p.12-14, 1988.

MATTHEWS, G.A . Pesticide application methods. 2.ed. London: Longman, 1992. 405p.

MATTHEWS, G.A. - Pesticide application methods. Ed. Longman, London. 1979. 334p.

MATUO, T. Fundamentos da tecnologia de aplicação de agrotóxicos. In: TECNOLOGIA E SEGURANÇA NA APLICAÇÃO DE AGROTÓXICOS: NOVAS TECNOLOGIAS, 2, 1998. Santa Maria: Departamento de Defesa Fitossanitária; Sociedade de Agronomia de Santa Maria, 1998. p. 95-1.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Agrofit. www.agricultura.gov.br. Outubro, 2005.

NACHTIGAL, J.C.; CAMARGO, U.A.; CONCEIÇÃO, M.A.F. Sistemas de produção de uvas sem sementes: cultivares BRS Morena, BRS Clara e BRS Linda. Bento Gonçalves, RS. 90p. (Sistemas de Produção, 1).

OZKAN, H. E. Reduzindo a Deriva nas Pulverizações. Boletim 816-00 - Departamento de Alimentação, Agricultura e Engenharia Biológica. Universidade de Ohio - USA . http://www.e-sprinkle.com.br/br/includes/downloads/Artigos/Como_ Reduzir_a_ Deriva.doc. Acessado em 25/10/2005

PALLADINI, L. A.; SOUZA, R. T. Deposição em folhas de macieira com diferentes volumes de calda. In: III SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO DE AGROTÓXICOS, 2004, Botucatu. Anais. 2004. p. 100-103.

PALLADINI, L. A.; SOUZA, R. T. Deposição obtida nas pulverizações de macieira com diferentes volumes de calda e temperaturas. In: XVIII CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 2004, Florianópolis. Anais do XVIII Congresso Brasileiro de Fruticultiva. Florianópolis. 2004.

PALLADINI, L.A.; KRUEGER, R. Tecnologia de aplicação de agrotóxicos pra pomares de pêssego. In:Monteiro, et al. (ed) Fruteiras de Caroço:Uma visão ecológica. Curitiba, UFPr, 2004, p.299-316.

PEREIRA, A.R.; ANGELOCCI, L.R.; SENTELHAS, P.C. Agrometeorologia: fundamentos e aplicações práticas. Guaíba: Agropecuária, 2002. 478p.

PROGRAMA BRASILEIRO PARA A MODERNIZAÇÃO DA HORTICULTURA - Regulamento Técnico de Identidade e de Qualidade para a Classificação da Uva Fina de Mesa. Centro de Qualidade em Horticultura - CQH / CEAGESP. Disponível em: . Acesso em: 03 out. 2005.

RAMOS, H. H.; MAZIERO, J. V. G.; YANAI, K.; CORRÊA, M.; SEVERINO, F. J.; KANNO, O. Y.; , MARTINS, P. S.; MURA, C.; MORGANO, M.A. Exposição dérmica do aplicador de agrotóxicos na cultura da uva, com diferentes pulverizadores. R. Bras. Eng. Agríc. Ambiental, Campina Grande, v.6, n.1, p.175-179, 2002.

REIS, P.R.; MELO, L.A.S. Pragas da videira. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v.10, n.117, p.68-72, 1984.

REIS, P.R.; SOUZA, J.C. de; GONÇALVES, N.P. Pragas da videira tropical. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v.19, n.194, p.92-95, 1998.

RIBEIRO, I.J.A. Doenças causadas por fungos e bactérias na cultura da videira. In: BOLIANI, A.C.; CORRÊA, L.S. (eds.) Simpósio Brasileiro de Uvas de Mesa. Ilha Solteira: UNESP, 2001. p.237-263.

RIBEIRO, I.J.A. Doenças. In: POMMER, C.V. (ed.) Uva: tecnologia de produção, pós-colheita, mercado. Porto Alegre: Cinco Continentes, 2003. p.525-568.

SALLES, L.A.B. Bioecologia e controle da mosca-da-fruta sul-americana. Pelotas: EMBRAPA-CPACT, 1995. 58 p.

SANTOS, H.P. Fruteiras de clima temperado em cultivo protegido: desafios e perspectivas em videira e macieira. In. 1° Seminário de Pesquisa sobre Fruteiras de Clima Temperado. Programa e Resumos. Bento Gonçalves, RS. Embrapa Uva e Vinho. Documentos 52, p. 37-44. 2005.

SCHUCK, E.; ANDRADE, R.; GALLOTTI, G.J.M.; DAL BÓ, M.A. Novas alternativas na busca de soluções para o controle do declínio da videira. Agropecuária Catarinense, Florianópolis, v.6, n.4, p.48-50, 1993.

SCHWARTZ, A. Fruit fly and control measures on table grapes. Deciduous Fruit Grower, v.43, n.3, p.109-111, 1993.

SEAB. Agrotóxicos no Paraná. Legislação Estadual e Federal http://celepar7.pr.gov.br/agrotoxicos/legislacao.asp#Estadual. Consulta em 13 de outubro de 2005.

SOARES, J.M.; COSTA, F.F.da. Irrigação da cultura da videira. In: LEÃO, P.C.; SOARES, J.M. (eds). A viticultura no semi-árido brasileiro. Petrolina: Embrapa Semi-Árido, 2000. p.147-212.

SÔNEGO, O.R.; GARRIDO, L.R.; BOTTON, M.; SORIA, S.J.; HICKEL, E.R. Recomendações para o manejo das doenças fúngicas e das pragas da videira. Bento Gonçalves: EMBRAPA-CNPUV, 2002 12p. ((EMBRAPA-CNPUV. Circular Técnica, 39).

SORIA, S. de J. A mosca-da-fruta e seu controle. Bento Gonçalves: EMBRAPA-CNPUV, 1985. 3p. (EMBRAPA-CNPUV. Comunicado Técnico, 3).

SORIA, S. de J.; DAL CONTE, A.F. Bioecologia e controle das pragas da videira no Brasil. Entomologia y Vectores, v.7, n.1, p.73-102, 2000.

SORIA, S.de J.; GALLOTTI, B.J. O margarodes da videira Eurhizococcus brasiliensis (Homoptera: Margarodidae): biologia, ecologia e controle no Sul do Brasil. Bento Gonçalves: EMBRAPA-CNPUV, 1986. 22p. (EMBRAPA-CNPUV. Circular Técnica, 13).

TAVARES, S.C.C.H.; CRUZ, S.C. Doenças. In: LEÃO, P.C.S. (ed.) <>Uva de mesa produção - Aspectos Técnicos. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2001. p.90-99.

TEIXEIRA, A.H. de C.; AZEVEDO, P.V. de. Zoneamento agroclimático para a videira européia no Estado de Pernambuco, Brasil. Revista Brasileira de Agrometeorologia, Santa Maria, v.4, n.1, p.139-145, 1996.

TESSMANN, D J; DIANESE, J C; GENTA, W; VIDA, J B; MAYDEMIO, L L. Grape rust (Phakopsora euvitis), a new disease for Brazil. Fitopatologia Brasileira, Brasília, v.29, n.3, p.338, 2004.

VIANELLO, R.L.; ALVES, A.D. Meteorologia básica e aplicações. Viçosa: UFV, 2004. 449p.

ZUCCHI, R.A. Mosca-das-frutas (Diptera: Tephritidae) no Brasil: taxonomia, distribuição geográfica e hospedeiros. In: ENCONTRO SOBRE MOSCA-DAS-FRUTAS, 1., 1988, Campinas, SP. Anais... Campinas: Fundação Cargill, 1988. p.1-10.

Topo
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610