Embrapa Florestas
Sistemas de Produção, 2
ISSN 1678-8281 Versão Eletrônica
Cultivo da Grevílea nas Regiões Sul e Sudeste do Brasil

Autores
Emerson Gonçalves Martins
Edinelson José Maciel Neves

Cultivo da GrevÝlea

1.Importância socioeconômica e ambiental
2.Generalidades sobre a espécie
3.Taxonomia e descrição
4.Distribuição geográfica
5.Propriedades e utilização da madeira
6.Melhoramento genético
7.Requerimentos ecológicos da espécie
8.Sementes
9.Formação de mudas
10.Implantação
11.Manutenção
12.Pragas e doenças
13.Manejo
14.Sistemas agroforestais
15.Coeficientes técnicos e custos
16.Mercado e comercialização
17.Referências
18.Equipe
Expediente

Glossário
Entrada

 

Requerimento ecológico da espécie
A grevílea, é uma espécie que tolera uma grande variação de temperatura. Em seu habitat natural, suporta temperaturas de até -1o C, sem prejuízoçãu dano para seu desenvolvimento. Fora de seu habitat, como exótica, chega a suportar temperaturas inferiores à  - 5o C, reduzindo a sua velocidade de crescimento como efeito negativo.

Em experimento instalado e conduzido pela Embrapa Florestas em Ponta Grossa, foiçãbservada a morte de gemas terminais, redução de crescimento e comprometimento da forma das árvores, como conseqüência daçãcorrência de geadas.

Solos

Na Austrália, se desenvolve satisfatoriamente em áreas bem drenadas, em solosçãriginários de basaltoçãu aluviões, com pH em torno de 5,5 a 7,5.

No Brasil, encontramos a grevílea bem desenvolvida tanto em solos deçãrigem basáltica quanto arenítica comoçãs da região Noroeste do Estado do Paraná. A grevílea desenvolve-se satisfatoriamente nos mais variados tipos de solo, entretanto não tolera solos encharcados.

Exigências climáticas

Na regiâo deçãcorrência natural da grevílea, há tendências de redução de crescimento comçã aumento da altitude. Em testes realizados em Uganda,çã melhor resultado foiçãbservado em Kaveri: 22 m de altura e 29,1 cm de DAP com 14,8 anos de idade.çãs piores resultados foram registrados em Mafuza, 23,5 m de altura e 27,1 cm de diâmetro aos 20 anos de idade, confirmando uma correlação inversa entreçã crescimento e a  altitude do local de plantio.

Todavia, a grevílea quando plantada em baixas altitudes e altas precipitações em regiões tropicais, é praticamente eliminada por fungos e insetos. Há diversos exemplos de insucesso da grevílea devido a esses problemas.

Limites altitudinais

A grevílea, quando introduzida em condições de solos e climas adequados, normalmente apresenta rápido crescimento. Temperaturas anuais de 15 à 18o C e precipitações de 1000 a 2000 mm por ano são as condições ideais para seu  desenvolvimento.çã crescimento anual nestas condições chega a 2 m de altura e 2 cm de diâmetro (DAP), como média nos primeiros 5 à 10 anos de idade.

 

Todos os direitos reservados, conforme Lei nº 9.610

Topo da Página