Embrapa Florestas
Sistemas de Produção, 2
ISSN 1678-8281 Versão Eletrônica
Cultivo da Grevílea nas Regiões Sul e Sudeste do Brasil

Autores
Emerson Gonçalves Martins
Edinelson José Maciel Neves
Carlos Alberto Ferreira

Cultivo da GrevÝlea

1.Importância socioeconômica e ambiental
2.Generalidades sobre a espécie
3.Taxonomia e descrição
4.Distribuição geográfica
5.Propriedades e utilização da madeira
6.Melhoramento genético
7.Requerimentos ecológicos da espécie
8.Sementes
9.Formação de mudas
10.Implantação
11.Manutenção
12.Pragas e doenças
13.Manejo
14.Sistemas agroforestais
15.Coeficientes técnicos e custos
16.Mercado e comercialização
17.Referências
18.Equipe
Expediente

Glossário
Entrada

 

Manejo

Desrama

A grevílea apresenta ramos persistentes que devem ser removidos quando se pretende produzir madeira para desdobro. A poda dos ramos deve ser feita quandoçãs mesmos ainda se encontram verdes para evitar a formação de nós secosçãu nós soltos que comprometem a qualidade da madeira.

Desbaste

Embora também não se disponha de maiores informações quanto ao desbaste com grevílea, recomenda-se a execução de desbastes precoces e pesados por baixo. Significando que as árvores dominadas e codominadas devem ser retiradas primeiro. 

Os desbastes precoces tendem a favorecerçã maior desenvolvimento diamétrico e portanto redução da rotação para produção de madeira para desdobro.
O desbaste pesado pode estimularçã aparecimento de ramos epicórmicos e sua retirada também é recomendável.

 

Todos os direitos reservados, conforme Lei nº 9.610

Topo da Página