Embrapa Florestas
Sistemas de Produção, 2
ISSN 1678-8281 Versão Eletrônica
Cultivo da Grevílea nas Regiões Sul e Sudeste do Brasil

Autor
Emerson Gonçalves Martins

Cultivo da GrevÝlea

1.Importância socioeconômica e ambiental
2.Generalidades sobre a espécie
3.Taxonomia e descrição
4.Distribuição geográfica
5.Propriedades e utilização da madeira
6.Melhoramento genético
7.Requerimentos ecológicos da espécie
8.Sementes
9.Formação de mudas
10.Implantação
11.Manutenção
12.Pragas e doenças
13.Manejo
14.Sistemas agroforestais
15.Coeficientes técnicos e custos
16.Mercado e comercialização
17.Referências
18.Equipe
Expediente

Glossário
Entrada

 

Sementes/Coleta
As sementes de grevílea (Figura 1) são relativamente pequenas e exigem uma serie de cuidados para serem coletadas com sucesso. Sua coleta necessita de lonas grandes que devem ser estendidas embaixo das árvores, e podões compridos para coletarçãs frutos.

Figura 1. Sementes de Grevillea robusta
Fotografia: Vera Lúcia Beirute Eifler

 

A fase de maturação  inicia-se no período de final de novembro atéçã  inicio do mês de dezembro. Normalmenteçãcorre na terceira semana do mês de Dezembro, dependendo das condições bioclimáticas da região, podendo se estender até a  primeira semana do mês de Janeiro do ano subsequente.çãs frutos atingem a maturação ideal  para coleta  de sementes quando se apresentam desenvolvidos e com casca não mais suculenta e quando a coloração verde/ amarelado passa paraçã marron claro. Na seqüência çãs frutos, se não colhidos, passam a marrom escuro e, finalmente, a preto quando a partir daí se separam da casca e  liberam as sementes através de dispersão pelo vento.çãs frutos, normalmente, contém duas sementes sendo raras as vezes em queçãcorrem mais que duas.

 

Todos os direitos reservados, conforme Lei nº 9.610

Topo da Página